Cicloficina

logo cicloficina lisboaJá é oficial, a Cicloficina está em processo de ressuscitação! :-) Para estabelecer e consolidar a identidade, a "marca" Cicloficina, montámos um site para o projecto, para animar a cena e para servir de meio de divulgação e referência. Para começar slow & easy está prevista uma sessão mensal fixa, a ter lugar na Crew Hassan, em Lisboa, sempre no 3º Domingo de cada mês (um aperitivo para a Bicicletada!), entre as 14h30 e as 16h30. A próxima será no dia 21 de Dezembro. Apareçam para dois dedos de conversa. ;-)

Para verem mais fotos e relatos da primeira (decorrida no passado domingo, dia 16 de Novembro), espreitem o blog.

Cicloficina de Novembro (Lisboa)Cicloficina de Novembro (Lisboa)Aha! Uma relíquia "Modelo Sport" preservada!

Para um pouco de história, vejam este post do Ricardo.

Cursos de Condução de Bicicleta em Meio Urbano

De 18 de Outubro a 13 de Dezembro

A Câmara Municipal de Lisboa, em colaboração com a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, vai promover cursos de condução de bicicleta em meio urbano, destinados a  maiores de 14 anos.

FICHA DE INSCRIÇÃO

Informações
Espaço Monsanto, Estrada do Barcal Monte das Perdizes
Tel. 218 170 200 - Fax. 218 170 245
E-mail: desa@cm-lisboa.pt Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de email  Site: www.cm-lisboa.pt/monsanto

VII CONGRESSO IBÉRICO “A BICICLETA E A CIDADE” : CONCLUSÕES

 

Bicicletada/Massa Crítica de Lisboa - Outubro de 2008

:)

Apesar de ser de noite (devido à mudança horária), e algum frio, o pessoal continua a aderir com força à massa crítica =) ...

...e há sempre caras novas.

Podem ver mais fotos e comentar aqui.

Bicicletada/Massa Critica no Porto - Outubro de 2008

No Porto, a concentração começou as 18h30 e saimos as 19h.

O número de participantes foi muito instável... No início estavamos 10 pessoas, 10 bicicletas e um cão. Um dos participantes só ficou até a primeira esquina e a menina do cão tomou atalhos mais seguros e encontrou-se conosco em vários pontos.

O percurso foi o do costume... Leões - Júlio Diniz - Campo Alegre - Shopping cidade do Porto - rotunda (Casa da Música) - Boavista - Cedofeita - Leões

Nesta bicicletada, parece-me, estavam cinco estreantes. Portanto, eram metade!

Bicicletada/Massa Crítica em Aveiro - Outubro de 2008

Fomos um grupo de 5 pessoas. Porque um de nós não podia estar muito tempo e porque outro se atrasou porque lhe roubaram o selim e não tinha bicicleta, apenas estivemos à conversa. Trocámos impressões sobre as nossas bicicletas, sobre as nossas luzes, sobre os materiais para andar à chuva, etc.


Tiago, Lina, Diogo, Ana e Casainho.

Duas pessoas colaboram na Associação Portuguesa de Educação Ambiental, começámos logo em conjunto a trabalhar na ideia de organizar um passeio local, cujo objectivo será proporcionar às pessoas um dia descontraído num ambiente natural local e sensibilizá-las para a utilização da bicicleta como meio de transporte. Há a ideia do pessoal da MC de Aveiro falar sobre o Código da Estrada e dar algumas sugestões sobre modos de condução segura no trânsito citadino.

Bicicletada/Massa Crítica em Coimbra - Outubro de 2008

Fomos 6 ao princípio e no final eramos 4.

Levámos bandeiras nas bicicletas e distribuimos folhetos num semáforo. Foi um bocado problemático quando um de nós,o R., tentou bloquear o trânsito (influência do seu conhecimento das MC´s de Barcelona?) o que levou a protestos dos automobilistas e que fez com que outro de nós abandonasse a bicicletada. Depois seguimos mais ou menos em fila, e R. acabou por se ir embora sem se despedir...No final foi interessante quando ficámos a conversar um bocado e a trocar contactos!...

a bandeiras coi 31.10.08 bandeiras coi 31.10.08 1

Mais fotos aqui.

Novo Site das Massas Críticas do Brasil

Benefícios fiscais para a aquisição de velocípedes na Proposta de Lei do Orçamento de Estado para 2009?

Da Proposta de Lei do Orçamento de Estado para 2009 apresentada à discussão na Assembleia da República, consta uma medida de incentivo fiscal à compra de veículos eléctricos ou movidos a energias renováveis não combustíveis, na forma de uma dedução à colecta no IRS dos custos de aquisição. A motivação desta medida é de preparar o país para enfrentar os desafios de sustentabilidade energética do presente e futuro. Vem este documento alertar para o facto de, na sua presente forma, se excluir deste incentivo o tipo de veículo comprovadamente mais sustentável e energeticamente eficiente: o velocípede1. Defende-se neste documento uma pequena alteração/ clarificação à proposta que alargue aos velocípedes os benefícios fiscais à aquisição de veículos eléctricos, como de resto já ocorre em vários países europeus.

Ler aqui o documento completo (em PDF).

Requer-se que este apelo seja tão distribuído quanto possível, principalmente às entidades decisoras e associações interessadas.

Conteúdo sindicado