bicicletas

warning: Creating default object from empty value in /home/massacri/public_html/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc on line 33.

Procuro: Bicicleta Adulto

Bom dia,

Procuro bicicleta para adulto em bom estado (a funcionar). Posso
levantar em qualquer zona Lisboa ou arredores em horário pós laboral e
fim de semana. Caso seja em horário laboral, o dia fica por combinar.

Desde já muito obrigado

Contacto:

d4rktsun4mi@gmail.com

Projectos de «Os Verdes»

em debate, na Assembleia da República, dia 22 de Janeiro (a partir das 15h); email que recebi (propostas em anexo):

«Promoção da bicicleta e de outros meios de mobilidade suave

A questão da mobilidade e transportes, não apenas pela componente ambiental de emissões que apresenta, mas também social, enquanto direito que é, instrumental no acesso e usufruto de bens e serviços e portanto de direitos fundamentais (saúde, educação, trabalho, cultura, lazer, participação cívica e política), necessita ser olhada de forma séria, responsável e pró-activa, não apenas, embora definitivamente também, pelos cidadãos, mas antes de mais pelos poderes públicos que têm responsabilidades inalienáveis de zelar pelo interesse público, também nesta área.

Infelizmente os modos de transporte suave, alternativos ao automóvel particular, mormente em pequenos percursos, ou complementares com os transportes públicos, que podem, efectivamente, constituir um meio poderosíssimo ao nosso alcance para mudar comportamentos e melhorar a qualidade de vida das nossas cidades, tornando-as mais livres de automóveis e ajudando a devolver o espaço público aos cidadãos, para que o usem e dele fruam em segurança e sem constrangimentos, não têm sido levados a sério, na maior parte dos casos, pelos nossos poderes públicos.

Por isso, O Grupo Parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes” apresentou dois projectos de lei e um projecto de resolução (em anexo) que visam contribuir para a mudança de atitudes e para criar uma atitude positiva e pró-activa em defesa da utilização da bicicleta e de outros  meios de mobilidade suave.

Estes projectos serão debatidos na reunião plenária da Assembleia da República do dia 22 de Janeiro (próxima quinta-feira), a partir das 15.00 horas.

Sem mais de momento, apresentamos os melhores cumprimentos,

Natividade Moutinho

Chefe de Gabinete»

Entretanto...dia 21.1.2009 recebi este email respeitante a propostas (em anexo a este post) sobre Benefícios fiscais para as BICICLETAS, pel´«os Verdes»:

«Exmo. Senhor,

Agradecendo o seu contacto, vimos informar que o Grupo Parlamentar "Os Verdes" apresentou duas propostas de alteração ao Orçamento de Estado para 2009 (em anexo) destinadas a promover e apoiar a utilização da bicicleta, designadamente através de dedução em sede de IRS e redução da taxa de IVA aplicável (de 20 para 5%).

Ficando ao dispor para eventuais informações adicionais, apresentamos os melhores cumprimentos,

Natividade Moutinho   Chefe de Gabinete»

nevão em Madrid (Janeiro de 2009)

Segundo o Bruno Mendes na mailing list nacional (bicicletada_pt): «6a feira passada pelas 7 da manhã começou a cair um nevão como já não se via há 20 anos (segundo algumas pessoas com quem falei). A palavra que mais se ouvia na rádio era atasco!
Como sempre, saí de casa antes das 9h, decidido a ir de autocarro. Tirei umas fotos aos enormes flocos de neve que caíam e quando cheguei à rua Alcala (uma das mais conhecidas e movimentadas de madrid) assisti ao caos, acidentes, autocarros parados impendindo os carros de se moverem um centimetro q fosse. A decisão foi instantanea, voltei a casa, meti um gorro, peguei na bicla e la fui eu. Na descida desde minha casa apanhei um pouco de gelo e caí. A minha Nikon ficou sem flash (como nao o utilizo... no pasa nada). Lá fui devagarzinho para não ter outro desgosto. Acho que nunca passei tanto carro em tao pouco tempo...
Cheguei ao trabalho e sinais de chefes.... nada! somos uns 100 no piso com 10 gerentes. Todos ligaram a dizer q ficavam por casa a trabalhar. 6a feira nao se trabalhou, toda a gente comentava preocupadissima como iria pa casa já que recebiamos noticias que o autocarro da empresa estava preso no transito e decidiram cancelar o serviçoo por tempo indefinido. O mesmo aconteceu com os poucos transportes publicos que ha ali perto e metro só andando 35mins a pé (sim, é verdade, chamaram-me maluco quando eu fazia todos os dias este caminho para ir e para vir para o trabalho, agora ja sei q tenho um autocarro q me dá mais jeito e 2/3 vezes por semana vou de bici, mas para o recem-chegado, nao custava nada...). A neve nao parava, os carros da autovia que passa em frente nao se mexiam, noticia de que o aeroporto de barajas continuava fechado ia chegando. Eu aproveitei para ir com um grupinho tirar umas fotos, fazer um boneco de neve, umas guerras, umas rasteiras :))). Nao imaginam o bem que me senti quando lhes dizia, eu vim de bicla, nao vou apanhar atascos. Se vissem a sua cara de tao preocupados.......
Bem, as 6as a malta sai um pouco mais cedo, sem chefes entao... as 14h esta va tudo a sair do trabalho. Eu fiquei um pouco mais e la peguei na bici. O filme era o mm, tudo parado, mas agora com mais gente na rua. Muitas pessoas a andar pelos passeios, pelo meio da estrada, gente a aplaudir-me pela coragem, pessoal a perguntar se eu n precisava de correntes...
Chegado à subida onde anteriormente tinha caído nao arrisquei e peguei na bici a pé. 5 quarteirões sempre a subir! Só para vos tentar enquadrar, a minha zona é constituida por vivendas, quarteirões pequenos 3x3vivendas e estradas paralelas e perpendiculares. Passam poucos carros durante o dia, imaginem nesse dia. Em 5 quarteirões vi 3 bonecos de neve em fase de preparação e uma familia divertidissima a fazer sku (na foto, com a minha bici muito cerca)! Ja perto da minha casa vi uma criancita dos seus 2 anos a rebolar na neve virgem...
Não imaginam a satisfação que tive de ver estas ruas com muitas pessoas, as crianças a brincar com os pais (que todavia nao podia sair para trabalhar), os apitos e stresses dos automobilistas, as caras estupefactas dos meus colegas qd lhes dizia da bici, a miuda gira do trabalho que me viu a retirar os cadeados  e me sorriu :p.
Já agora, hj perguntei aos meus colegas, q sairam do trabalho e se foram de carro, quanto tempo levaram a chegar a casa. As respostas variaram entre 3 e 5 horas.
Malta, quem é q ainda acha q não vale a pena andar de bici?
Saludos para vosotros,

Madrid 09

Proposta - Alterações do Código da Estrada para o aumento da segurança no uso da bicicleta

Alterações do Código da Estrada para o aumento da segurança no uso da bicicleta - versão de data 09-01-2009 da Plataforma para a Promoção do Uso da Bicicleta.

Existe também uma petição online que pede ao Presidente da República Portuguesa "(...) uma revisão do código da estrada, para que este proteja de forma efectiva o ciclista e nele inclua noções mais actuais e razoáveis de encarar o uso da bicicleta em Portugal."

Bicicleta de Carga (Como Fazer?)

http://www.osaurus.us/~dm/bike-trunk/
(consultem este link para verem passo-a-passo como se faz; em inglês)

2DIY

Riquexó indiano solar

100 dias de bicicleta em Lisboa: Passeio dia 1 de Janeiro em Lisboa

Divulgado na mailinglist bicicletada_pt:

Caros utilizadores de bicicleta

Para oficializar o final do trabalho de campo desta tese de mestrado, "100 dias de bicicleta em Lisboa", vou repetir a "proeza" do primeiro dia deste projecto. Quando iniciei este projecto em 01 de Janeiro, achei que 100 dias de bicicleta num ano seria um objectivo ambicioso. Quase a ultrapassar os 200 dias, mais de 2000 km, e conhecido dezenas de outros utilizadores de bicicleta em Lisboa, alguns deles nestas andanças há mais de 15 anos, vou oficializar o final deste projecto, partindo da Praça do Comércio pelas 14:30h do próximo dia 01 de Janeiro de 2009, com destino ao Saldanha. Da Baixa da cidade em direcção ao Planalto Central, demonstrando mais uma vez que Lisboa é uma cidade com
inclinações suaves para a maioria das pessoa que nela moram, estudam e trabalham. Estão todos convidados para este passeio.
Enviei também um press release a diversos orgãos de comunicação social, a anunciar este evento. Poderão (ou não) estar lá alguns para ajudar a promover a bicicleta como meio de transporte. De qualquer forma, o passeio está aberto a todos, e quantos mais melhor.
A volta é, como viram, bastante fácil, e num dia feriado, com trânsito reduzido.
Vêmo-nos dia 1 de Janeiro, pelas 14:30h, na Praça do Comércio.
Abraço a todos.


Paulo Santos

Luzes nos Velocípedes (legislação)

Portaria n.º 311-B/2005 de 24 de Março - Excertos mais importantes:

«(...)2.o Os velocípedes referidos no número anterior, quando circulem na via pública nas condições a que refere o n.o 3 do artigo 93.o do Código da Estrada, devem dispor, à frente e à retaguarda, de luzes de presença que obedeçam às características fixadas no presente
regulamento.
3.o Sem prejuízo do disposto no número anterior, com a finalidade de assinalarem a sua presença, todos os velocípedes devem dispor de reflectores, à frente e à retaguarda, que respeitem as características fixadas neste regulamento.
4.o O uso dos dispositivos referidos no n.o 2.o é obrigatório, desde o anoitecer até ao amanhecer e sempre que as condições meteorológicas ou ambientais tornem a visibilidade insuficiente.

5.o A luz de presença da frente deve ter as seguintes características:

a) Número: uma;

b) Cor: branca;

c) Posicionamento:i) Em largura: deve estar situada no plano longitudinal médio do veículo;

ii) Em comprimento: deve estar colocada na zona frontal do veículo;
iii) Em altura: deve estar colocada a uma altura do solo compreendida entre 350 mm e 1500 mm;
d) Intensidade: feixe luminoso contínuo tal que a luz seja visível de noite e por tempo claro a uma distância mínima de 100 m;
e) Orientação: para a frente.
6.o A luz de presença da retaguarda deve ter as seguintes características:
a) Número: uma;
b) Cor: vermelha;
c) Posicionamento:
i) Em largura: deve estar situada no plano longitudinal médio do veículo;
ii) Em cumprimento: deve estar colocada à retaguarda do veículo;
iii) Em altura: deve estar colocada a uma altura do solo compreendida entre 350 mm e 1200 mm;
d) Intensidade: feixe luminoso tal que a luz seja visível de noite e por tempo claro a uma distância mínima de 100 m;
e) Orientação: para a retaguarda.
7.o A luz referida no número anterior pode ser emitida continuamente ou apresentar emissão intermitente com frequência regular.
8.o O reflector da frente dos velocípedes deve ter as seguintes características:
a) Número: um, sem prejuízo do disposto no n.o 5.o;
b) Cor: branca;
c) Posicionamento:
i) Em largura: deve estar situado no plano longitudinal médio do veículo;
ii) Em comprimento: deve estar colocado na zona frontal do veículo;
iii) Em altura: deve estar colocado a uma altura do solo compreendida entre 350 mm e 1500 mm;
d) Orientação: para a frente.
9.o Para além do reflector referido no número anterior, os velocípedes devem possuir à retaguarda, no mínimo, um reflector com as seguintes características:
a) Cor: vermelha;
b) Posicionamento:
i) Em largura: deve estar situado no plano longitudinal médio do veículo;
ii) Em comprimento: deve estar colocado à retaguarda do veículo;
iii) Em altura: deve estar colocado a uma altura do solo compreendida entre 350 mm e 1200 mm;
c) Orientação: para a retaguarda.
10.o Em complemento do reflector referido no número anterior, é autorizada a instalação de um reflector adicional, colocado do lado esquerdo, delimitando a largura máxima do veículo.
11.o Os veículos devem ainda possuir, nas rodas, reflectores com as seguintes características:
a) Número mínimo em cada roda: dois se forem circulares ou segmentos de coroa circular ou apenas um se for um cabo reflector em circunferência completa;
b) Cor: âmbar, excepto se for um cabo reflector, caso em que pode ser branca;
c) Posicionamento: colocados na jante simetricamente em relação ao eixo da roda, excepto se for um cabo reflector, devendo então ser colocado entre os raios da jante, circunferencialmente, com o maior diâmetro possível;
d) Orientação: para o exterior, com a superfície reflectora paralela ao plano longitudinal médio do veículo.»

2009: Um Plano de Actividades Participado (Câmara Mun. de Lisboa)

Resultou!!!As votações funcionaram por parte da movimentação dos ciclistas!

«Pela primeira vez, o Município de Lisboa adoptou um Orçamento Participativo.
Até hoje nenhuma autarquia tinha aprofundado tanto a participação dos
cidadãos.
Os cidadãos não se limitaram a ter uma participação consultiva, nem restrita
a uma parcela insignificante do orçamento. Os cidadãos decidiram da alocação
de 5 M€ aos projectos mais votados de entre mais de 600 que propuseram.
Os cinco projectos mais votados, totalizando 5.130.176,00 € são os seguintes:
- 7 trajectos de pistas cicláveis: 2.680.176,00 €;
- Parque Urbano Rio Seco: 600.000,00 €
- Espaço Verde e Parque Infantil da Quinta dos Barros: 350.000,00 €
- Corredor Verde do Parque Eduardo VII – Monsanto: 1.000.000,00 €
- Acessibilidade para bicicletas: 500.000,00 €»

in http://www.cm-lisboa.pt/archive/doc/GOP_S_2009-2012_INICIAL.zip

(ver página 5 do PDF)

_______________________________________________________________

Plano de Actividades e Orçamento para 2009

Citando a página http://www.cm-lisboa.pt/?idc=41&idi=40942 :

«(...)desenvolvimento de uma rede de pistas cicláveis e de bicicletas de uso partilhado(...)»

 

 

Conteúdo sindicado