Massa cortês

Participei só uma vez na Massa Crítica em Lisboa, mas não gostei especialmente. Gostava que o lema fosse mais o de reclamar o lugar das bicicletas na estrada, juntamente com os outros veículos, esperando que os motorozidos venham a ser cada vez menos, perante o fantástico exemplo de mobilidade das bicicletas. Na Massa Critica não gostei da atitude de desrespeito de alguns participantes.

Acontece que moro há pouco tempo em Athens nos USA onde há um forte movimento pró-bicicletas (que luta contra o uso generalizado do carro). O Athens e outras cidades organizam uma outra "Massa", a que chamam cortês, que tem príncipios um pouco diferentes da Massa Critica. Deixo aqui um pequeno paragrafo sobre esta Massa escito pelos organizadores de Dayton:

"Courteous Mass rides have an important difference from usual Critical Mass rides. Courteous Mass encourages observance of all traffic laws by cyclists during our ride. We do not organize riders to block ("cork") intersections. Riders are encouraged to obey traffic signals, use hand signals for turns and lane changes, and to make only friendly gestures to motorists.

Why? Because Critical Mass tactics amount to civil disobedience - a time honored way to protest denial of rights. But in Ohio, cyclists already have all the rights we need to bike the streets. We don't need to protest; we need to be visible and respected. Courteous Mass stands for the proposition that sharing the road is a two way street, and if we demonstrate our good will and our numbers, motorists will respect and expect to see cyclists.

By the way, this wasn't invented in Dayton. Athens, GA, Atlanta, GA and Boston, MA each have Courteous Mass rides dedicated to law-abiding street rides."

na MC, a meu ver, é impossível cumprir todas as regras do CE,

embora tb não considere que as desrespeitemos; atedendendo ao elevado número de ciclistas a circular em simultâneo, há que ser algo sensato nesse (in) cumprimento. Individualmente cumpro sempre que possível o código, principalmente porque julgo que é a forma mais segura de agir numa cidade grande. E, não me tenho dado nada mal :-)

Justificação

De resto, e dado o contexto da MC, muitos ciclistas e trânsito de hora-de-ponta, não há razão para haver problemas. O facto de circularmos em pelotão, com mais que uma fila de bicicletas em cada via, não constitui uma infracção, pela minha interpretação do CE.

O CE diz-nos que:

1) Numa faixa de rodagem em que sejam possíveis 2 ou mais filas de trânsito no mesmo sentido, devemos transitar pela via mais à direita. [Art. 14]

2) Se não houver lugar nessa via ou se quisermos ultrapassar (ou mudar de direcção), podemos usar outra via mais à esquerda. [Art. 14]

3) A ultrapassagem deve fazer-se pela esquerda e de forma a que dela não resulte perigo ou embaraço para o trânsito. [Art. 35 e 36]

4) Todo o condutor deve, sempre que não haja obstáculo que o impeça, facultar a ultrapassagem, desviando-se o mais possível para a direita e não aumentando a velocidade enquanto não for ultrapassado. [Art. 39]

5) Quando o volume de tráfego é tal que todas as vias de trânsito estão ocupadas e a velocidade de cada veículo está condicionada pela dos que o precedem, usar outra via além da mais à direita não é considerado ultrapassagem. [Art. 42]

Posto isto, haver 2 ou 3 filas de bicicletas a circular numa mesma via, em contexto de trânsito (de bicicletas e geral) intenso não me parece que se configure como uma infracção sob o Art. 90. Mas eu não sou jurista para poder dar algo mais que a minha opinião pessoal…

Daqui.

Sim, foi isso também que me

Sim, foi isso também que me transmitiram quando participei,  e foi por isso mesmo que escrevi este comentário! Espero voltar a participar numa MC em Lisboa quando aí estiver. Não sei qual é a melhor fórmula, nem acho que se deva seguir à letra o parágrafo que transcrevi, mas achei interessante haver MCs com princípios diferentes!

Podes citar

o artigo do CE em que te baseias para dizer o que dizes?  ;)

Quando há congestionamentos,

Quando há congestionamentos, penso que podes circular numa 2ª ou 3ª fila dentro da mesma via (desde que haja condições para tal). É o que entendo do CE, pelo menos.

E como é possível...

...mesmo numa Massa muito cortês obedecer ao Código da Estrada que diz que os ciclistas têm de seguir em fila indiana? Uma fila de 200 ciclistas ocuparia cerca de 4Kms de extensão... no mínimo!

Há que mudar o Código da Estrada nesta e noutras questões... e as MC´s são uma ocasião óptima para demonstrar que tal é necessário!

Amarta

AGORA que já participaste numa MC já tens uma ideia como pode ser... Se tens ideias (percurso, etc) faz com que aconteçam, transmitindo a tua ideia às outras pessoas participantes da MC (nomeadamente antes de começar mas também durante e depois). Está nas tuas mãos... as MC´s são o que as pesssoas que nelas participam queiram que seja....

Concordo os as razoes no teu

Concordo os as razoes no teu texto, eu também só sigo as regras do bom senso! Apesar de noutras países onde morei e onde o uso da bicicleta é massivo os ciclistas serem obrigados a seguir as regras. Quer gostemos ou nao de regras a serta altura elas sao necessarias para que tudo corra melhor (mas, lá está, às vezes elas só atrapalham). Adiante, o que desgostei mais na Massa Critica foi mesmo a agressividade e falta de respeito de alguns participantes para com os outros utilizadores da estrada e o propositado empate das vias, afinal se fossemos mais a pedalar elas estariam mais livres, era isso que gostava que uma MC mostrasse.

Massa Cortês "encoraja" a que se sigam as regras, no inicio da Massa Critica fomos encorajados a desrespeitá-las: não gostei por exemplo de ter de ficar parada  em sinais verdes só para ir tudo ao molho, uma grande seca! Preferi que fosse marcado um percurso e que a massa de ciclista fluisse naturalmente entre a partida e a chegada.

Mas enfim, estou só a dar achegas. Agradeço comentários!

Eu cá só participei uma vez

Eu cá só participei uma vez na MC de Lisboa, no mês passado, onde estivemos cerca de 200 ciclistas.

Courteous Mass encourages observance of all traffic laws by cyclists during our ride.

Não teria lógica nenhuma eu participar numa MC e cumprir o código da estrada, afinal eu não o faço diáriamente! (podes ler as minhas razões aqui).