Semana Europeia da Mobilidade / Dia Europeu Sem Carros

Após o sucesso do Dia Europeu sem Carros (DESC), em 2000 e 2001, foi lançada
em 2002 a Semana Europeia da Mobilidade (SEM), mais concretamente a 19 de
Abril, durante a Semana Verde, em Bruxelas, pela Comissária para o Ambiente e
pelo consórcio constituído pelas seguintes instituições: Eurocities,
Energie-Cités e Klima-Buendnis, que coordenam a organização europeia, com o
apoio político e financeiro da Comissão Europeia.

Assim, anualmente de 16 a 22 de Setembro, os cidadãos europeus têm a
oportunidade de gozar uma semana inteira de actividades dedicadas à mobilidade
sustentável, com o objectivo de se facilitar um debate alargado sobre a
necessidade da mudança de comportamentos relativamente à mobilidade, em
particular no que toca à utilização do automóvel particular.

  A campanha DESC surgiu na sequência de uma directiva europeia (Directiva
96/62/EC) relacionada com a qualidade do ar das nossas cidades. Tendo em conta
os crescentes problemas relacionados com o uso do automóvel, vários países
da União Europeia, incluindo Portugal, lançaram esta iniciativa pela primeira
vez à escala europeia em 22 de Setembro de 2000.

Na cerimónia de lançamento da campanha do DESC, presidida pela Comissária
para o Ambiente, Margot Wallstrom, que se realizou em Bruxelas, a 4 de
Fevereiro de 2000, Portugal foi um dos países europeus a assinar a
Declaração Europeia, comprometendo-se, assim, a participar nesta iniciativa.

Folheto da Semana Europeia da Mobilidade 2008 - PDF para download
http://www.apambiente.pt/divulgacao/Projectos/SemanaEuropeiaMobilidade/D...

Portal Europeu da Semana Europeia da Mobilidade
http://www.mobilityweek-europe.org/

Comentários

e...

Comentário do Daniel Carvalho na mailing list nacional:

No site da Agência Portuguesa do Ambiente diz que
"Portugal participa nesta campanha europeia desde a primeira
iniciativa e, desde então, já contou com a adesão de 124 autarquias."

De notar que esse número conta as autarquias que já tenham participado
alguma vez na iniciativa, não as que participaram no último ano e
muito menos as que vão participar neste ano. O Porto por exemplo
participou em 2001 ou 2002 e desde então, com o actual presidente da
câmara, nunca mais participou. Em compensação ganhamos corridas de
automóveis na avenida da Boavista e corridas de aviões que usam o
parque da cidade como pista de descolagem.

O site da agência nem fala mais nada sobre isso o que mostra que pouco
se vai fazer este ano em Portugal. Tém que ser os cidadãos a tomar
iniciativas!