Aviso à navegação

O site da Massa Crítica está algo lento mas não desistam que as páginas acabam por abrir. O site está em processo de atualização e simplificação (mas tal pode demorar ainda). Saúde!

Duas carreiras da CARRIS permitem o transporte de bicicletas

 

2007-09-18
COMEMORAÇÕES DA SEMANA DA MOBILIDADE
BIKEBUS - TRANSPORTE DE BICICLETAS
CARREIRAS ACESSÍVEIS

BIKEBUS

A partir de 22 de Setembro, Dia Europeu sem Carros, entram em funcionamento, aos fins-desemana e feriados, duas carreiras da CARRIS que permitem o transporte de bicicletas.

A carreira 708, que faz o percurso Martim Moniz – Parque das Nações e a 723 que liga o Desterro a Algés, estreiam-se com clientes que optam por transportar as respectivas bicicletas nos autocarros da CARRIS, com destino a zonas propícias para a prática do ciclismo, ou
simplesmente para um passeio em duas rodas.

O transporte das bicicletas é gratuito para todos os Clientes com título de transporte válido, e cada autocarro tem capacidade para quatro bicicletas.

Actualmente com 2681 colaboradores, 1800 dos quais tripulantes e uma frota composta por 758 autocarros, 58 eléctricos, três ascensores e um elevador a CARRIS desenvolveu e implementou, no último ano, um conjunto de políticas e acções que visam alcançar melhores níveis de sustentabilidade ambiental, económica e social, assente numa maior racionalidade de recursos e melhor desempenho operacional.
Com 135 anos de vida, a CARRIS é avaliada de forma muito positiva pelos seus clientes. Um inquérito recente realizado pelo CESOP comprova a subida dos níveis de satisfação global ao longo dos últimos anos. “Qualidade”, “preocupação com o meio ambiente” e “imagem” são
indicadores que merecem nota de destaque, confirmando a performance ascendente da CARRIS.

CARREIRAS ACESSÍVEIS

Entraram em funcionamento no dia 18 de Setembro as “Carreiras Acessíveis”, 16 e 720, o inicio deste serviço ocorre no âmbito da Semana da Mobilidade. Estas carreiras estão equipadas com rampas de acesso que facilitam a utilização dos autocarros da CARRIS por pessoas que se desloquem em cadeira de rodas e fazem serviço em trajectos que incluem paragens no Hospital Militar Principal, no Hospital da Cruz Vermelha e no Instituto Português de Oncologia. Estas duas carreiras juntam-se às já existentes 47, 83, 701 e 767, que já servem hospitais e promovem, desta forma, uma maior acessibilidade a locais de interesse público, na área da saúde.

Notícia original aqui.