o blogue de Casainho

Bicicleta + comboio como transportes diários para o trabalho e almoço

Casa -> trabalho

Saio de bicicleta às 7h20. Às 7h28 apanho o comboio da Linha do Vouga no apeadeiro de Oronhe, que me leva a mim + a bicicleta até Esgueira, chegamos lá às 7h56. Continuo de bicicleta até à empresa, chego lá por volta das 8h10.

Tempo total: ~50 minutos (30 minutos de comboio + 20 minutos de bicicleta e espera pelo comboio).
Distância: ~20 km.
Custo: 1.32 €.

Almoço

Tempo total: ~15 minutos para a ida e volta.
Distância
: ~3 km para ida e volta.

Trabalho -> casa

Saio de bicicleta às 17h35. Às 17h47 apanho o comboio da Linha do Vouga no apeadeiro de Esgueira que me leva a mim + a bicicleta até Oronhe, chegamos lá às 18h16. Continuo de bicicleta até casa, chego lá por volta das 18h25.

Tempo total: ~50 minutos (30 minutos de comboio + 20 minutos de bicicleta e espera pelo comboio).
Distância: ~20 km.
Custo: 1.32 €.

NOTA: Só me é possível transportar a bicicleta no comboio porque é dobrável, quando dobrada é considerada bagagem.

Bicicletas 'eco' por 25 euros

Trocar o automóvel pela bicicleta nas deslocações para os pólos de Braga e de Guimarães da Universidade do Minho (UM) vai estar ao alcance de alunos, professores e funcionários daquela instituição, no âmbito de um projecto pioneiro no País, denominado BUTE - Bicicleta de Utilização Estudantil.

O número de candidatos cresce de dia para dia e estes só apontam vantagens. "Adquiro a bicicleta gratuitamente, sem custos de manutenção e não poluo o ambiente", disse ao DN Luís Vilas Boas, estudante. É que a utilização e manutenção da bicicleta é gratuita e o "ciclista" pode adquirir o veículo por 25 euros ao fim de três anos de "pedalada".

Os argumentos são de peso e fazem pensar este estudante do 5.º ano de Engenharia Civil, no Campus de Azurém, em Guimarães, que elogia o projecto da empresa aveirense Ideia Biba, desenvolvido em parceria com os Serviços de Acção Social da Universidade do Minho (SASUM). "Estou a pensar candidatar-me, porque é uma maneira de nos deslocarmos sem gastar energia", afirma ao DN enquanto observa o design dos novos veículos de duas rodas.

visitas ao site - mês de Dezembro

Dezembro 2007:

Em média 76 visitas por dia :-)

- 2.341 total de visitas;
- 7.622 total de exibições de página;
- 127 visitas no dia 17 - nr máximo;
- 41 visitas no dia 31 - nr mínimo.

Muito fixe verificar que têm havido muitos comentários no site, de pessoas que eventualmente passaram cá pela primeira vez. Acho que isto acontece porque o site é bastante "aberto", qualquer pessoa pode colocar um comentário ou mensagem no fórum, de um modo imediato, não precisa de se registar nem de fazer login :-)

A página escrita pela Ana, O Código da Estrada e os velocípedes: Perguntas Frequentes, tem sido a que tem recebido mais comentários interessantes e parece que tem ajudado muitas pessoas ;-) :-)

A minha 2ª bicicleta - dobrável, alumínio e 6 mudanças :-)

Custou 250€, na loja Biciporto. Dobra ao meio no quadro e dobra também o guiador. É de alumínio e tem 6 mudanças. Trouxe-a no comboio entre Porto -> Aveiro e foi um luxo, as carruagens têm espaço suficiente, como se pode ver na foto que tirei. Já ao a colocar dentro do carro para a transportar entre Aveiro -> Águeda, tive de dobrar o banco de trás do carro - melhor situação que anteriormente, em que tinha de tirar uma roda à minha outra bicicleta montanha, e que ocupava muito mais espaço.

Ainda não a experimentei a fundo pois está a chover... mas já desci algumas ruas (e passeios Smile) no Porto até à estação de São Bento e andei em outras desde a estação de Aveiro até ao estancionamento onde estava o carro. Estou contente, é pequenina e bonitinha, muito mais leve que a minha outra montanha. Mas devo dizer que esta bicicleta é mesmo das mais baratas que encontrei ao longo dos 3 meses em que andei à procura, acredito que hajam outras bem melhores e mais pequenas, mais fáceis de dobrar, transportar no comboio. Esta é a minha primeira experiência e espero que não tenha de a dobrar muitas vezes, quando a utilizar todos os dias no comboio da Linha do Vouga, ao ir e vir para o trabalho.

Bicicleta dobrável de alumínio - 250 euros - Biciporto

Telefonei para a Biciporto - telefone: 222 008 519, uma amiga disse-me que viu lá uma bicicleta como eu procurava.

Dizem ser do tamanho de uma BMX, em alumínio e com mudanças. Não têm nenhuma imagem dela que me possam enviar. Dizem que a importam de Tawain e que já tiveram outras mais baratas em aço, outras mais caras em alumínio, que os clientes não gostavam das de aço, que as mais caras não se vendiam bem e que esta lhes tem dado bons resultados, que em geral satisfaz os clientes!

Alguém conhece essa loja ou essa bicicleta? alguém que possa fazer o favor de lá ir e tirar uma foto, mostrando-a aqui? - agradeço.

Mc de Dezembro 2007, em Aveiro

Cheguei ao local às 18h20 e estive lá sozinho até às 18h50 - fui o único.

Não vou escrever nenhuma página de registo como fiz nos outros meses. Já imaginava esta não adesão e espero que melhore ainda antes do final do Inverno.

Minha 1ª vez no comboio da Linha do Vouga

Ontem levei pela primeira vez a minha bicicleta montanha no comboio, entre Águeda <-> Aveiro Smile Foi óptimo ver a cara admirada das pessoas, aposto que não imaginavam ser possível! Oxalá que "ganhem coragem" e copiem a ideia Wink

Recentemente passou a ser possível o transporte de bicicletas nas automotoras da Linha do Vouga, desde que não seja a horas de ponta e o bilhete tem de ser comprado directamente ao revisor, em que ele dirá se é possível ou não transportar a bicicleta nesse momento, consoante o espaço existente na automotora.

Ontem tinha a tarde inteira para passear e esquecer o relógio, combinei com meus amigos ir até Aveiro de comboio e andar/descobrir ruas fazendo um pouco de desporto - decidi ir de bicicleta Smile. É óptimo andar relaxado na cidade, ver locais e pessoas diferentes, sentir o dia a decrescer com a luz do sol e ter uma bicicleta para me movimentar pelas ruas, largos e praças. Continuo a sonhar com a bmx de alumínio, articulada e com mudanças, deve ser bem mais prática para andar assim pela cidade e a transportar a qualquer hora no comboio, do que esta minha grande bicicleta montanha.

Bicicletas articuladas Brompton em Portugal e Massa Crítica

Enviei um e-mail para a Corrente paralela - empresa que representa e distribui em Portugal as bicicletas desdobráveis Brompton - a pedir preços. São bastante superiores aos possíveis pela minha carteira Cry

Tipo M - 805,11 € já com IVA.
Tipo P - 829,50 € já com IVA.
Tipo S - 820,30 € já com IVA.

Além dos preços da bicicletas, enviaram também preços de muitos (se não todos) dos componentes de cada bicicleta.

Foram bastante simpáticos no e-mail em que me responderam e escreveram o seguinte, sobre quando lhes disse que reparei que tinham um link para o site da MC nacional:

Na nossa página, que ainda está em desenvolvimento, temos de facto uma secção que pretendemos desenvolver, mas que para já inclui os links que consideramos mais adequados à ideologia Brompton, que inclui naturalmente liberdade e ecologia. Daí a Massa Crítica ser um tema fundamental que não poderia deixar de estar presente.

Loja Specialized

Hoje nas minhas procuras de bicicletas articuladas e/ou dobráveis, encontrei uma loja que não estava listada na página de Comércio e indústria. Chama-se Specialized e tem modelos bem giros e caros, na minha opinião, como este:

 

 

Bicicleta articulada de alumínio, da Órbita, não antes de Fevereiro de 2008

Já espero por essa bicicleta há um mês. Telefonei hoje a perguntar se já a tinham disponível e informaram-me que não antes de Fevereiro de 2008 Frown

 


Bicicleta articulada de alumínio - 152 euros.

 

Conteúdo sindicado